Bu Jin Design

http://hikari1.multiply.com/journal/item/15/Etiqueta_no_Dojo_
http://www.bujindesign.com/newsletter/2000.03.vol2/training.shtml

Tradução – Jaqueline Sá Freire (Instituto Takemussu – Hikari Dojo – Rio de Janeiro)
Revisado por Ricardo Martins

No Aikidô, como em outras formas de artes marciais, existem certas formas de etiqueta que são importantes e devem ser seguidas. O propósito destes “rituais” é demonstrar respeito, não apenas por seus instrutores e colegas, mas também para demonstrar seu comprometimento com o caminho que decidiu trilhar, o caminho do Aikidô. Apesar de algumas destas formalidades Japonesas serem desconhecidas no início, com o tempo se transformarão em expressões de cortesia que lhe serão familiares, e ajudarão o estudante a atingir um nível mais alto de compreensão.

É importante compreender que existem pequenas diferenças de forma em cada “dojo”, mas a seguir mostramos uma visão geral das formas mais comuns de etiqueta que devem ser observadas. Se você é novo no “dojo”, ou está viajando para outra parte do país ou para fora do país, você vai estar bem se prestar bastante atenção e observar o que as outras pessoas perto de você estão fazendo.

A forma mais importante da etiqueta japonesa é o ato de curvar-se. É a forma mais básica de respeito e gratidão, que pode ser direcionada a uma pessoa ou a um objeto. Há muitas ocasiões durante a prática do Aikidô em que você deve se curvar (fazer reverência), e a primeira é quando você entra ou sai do “dojo”. Neste momento, de pé, curve-se em direção da imagem de O’Sensei, que é localizada na frente do tatame. Isso demonstra seu respeito ao fundador do Aikidô.

Antes de entrar no “dojo”, retire seus sapatos na entrada e os coloque na prateleira destinada a isso, se houver; se não, coloque-os ao lado da porta, para que eles não fiquem no caminho de quem entrar depois de você.

Por respeito aos seus colegas de aula, assegure-se de que suas roupas de treino estão sempre limpas a cada aula. Se você está em um seminário, lembre-se de levar várias mudas de “dogi”. Além disso, remova todas as jóias e mantenha suas unhas curtas e limpas.

Ao sair do tatame, sempre faça uma reverência em “seiza” em direção à imagem de O’Sensei; novamente, esta é uma demonstração de respeito e confirma seu compromisso com seu aprendizado. Em alguns “dojos”, se faz a reverência de pé.

Sempre tente chegar cêdo, para poder estar pronto e esperando sobre o tatame, uns 5 minutos antes da hora do início do treino. Isso permitirá que você possa se sentar e meditar e esvaziar sua mente das distrações do mundo exterior, preparando-se para seu treino. É importante estar completamente concentrado em seus estudos, e é a única maneira de absorver completamente o que você está aprendendo.

Quando a aula for começar, sente-se com seus companheiros em “seiza” em uma linha reta. Siga o costume de seu “dojo” ou do “dojo” que está sendo visitado em relação à posição em que deve se sentar. É importante nunca sentar com as costas para o “shomen”, nem passar entre o “shomen” e o instrutor.

A cerimônia de fazer reverência começa, geralmente consistindo de uma reverência, duas “palmas” uma segunda reverência, e uma reverência mútua entre o instrutor e os alunos. Esta cerimônia pode variar de “dojo” para “dojo”, então sempre siga o exemplo do instrutor e dos outros alunos.

A forma correta de se sentar no tatame é em “seiza”. Uma posição de pernas cruzadas é aceitável se não for fisicamente possível sentar-se em “seiza”.

Se, por alguma razão inevitável você se atrasar, não entre imediatamente durante a prática. Sente-se em “seiza” na borda do tatame até que o instrutor olhe para você, e então faça uma reverência em “seiza” em direção ao “shomen”. Aguarde até que possa encontrar um parceiro para treinar, e então entre no treino. Após ter entrado no tatame, é importante esvaziar a mente do mundo exterior. Sem isso, será difícil concentrar-se em seus estudos.

Quando o instrutor está demonstrando uma técnica, você deve se sentar em seiza e ouvir e observar com atenção. Após a demonstração, faça uma reverência para o instrutor e para seu parceiro, e comece a prática. Durante a demonstração de uma técnica, ninguém deve entrar ou sair do tatame.

Deve-se falar o mínimo possível, aprenda com a experiência. Se nem você nem seu colega compreender a técnica, sente-se em seiza e observe os outros alunos, ou espere que o instrutor o ajude. Nunca peça por ajuda.

Lembre-se de seguir as instruções do professor rapidamente e com precisão. Ferimentos podem ocorrer por hesitação ou pelo atraso.

Se o professor está instruindo outros alunos perto de você, sente-se e observe, para dar espaço para que a técnica seja demonstrada com segurança. Se uma técnica for demonstrada para você e seu parceiro, faça uma reverência para o instrutor antes de recomeçar a prática.

O respeito mútuo é o ponto fundamental do treinamento. Respeite aqueles que têm mais experiência que você e aprenda com eles. Respeite aqueles que têm menos experiência que você e aprenda com eles. Não tente impor suas idéias.

A coisa mais importante a ser lembrada é que você deve aproveitar bem o que está aprendendo. Toda a sua experiência e conhecimento podem ser usados fora do “dojo” para fazer da sua vida, e da vida dos que estão próximos, mais gratificante e satisfatória.

http://hikari1.multiply.com/journal/item/15/Etiqueta_no_Dojo_
http://www.bujindesign.com/newsletter/2000.03.vol2/training.shtml

Copyright © 2009 Bu Jin Design